Novembro Negro: Secretário de Igualdade Racial fala das conquistas dos quilombolas no Território do Velho Chico

Quarta, 21 de Novembro de 2018

Secretaria de Igualdade Racial e Diversidade

 

Nesta última terça (20), mais uma vez passamos pelo Dia Nacional da Consciência Negra e temos o mês todo de novembro para celebrar com todos os remanescentes das comunidades dos quilombos, das memórias do cativeiro e do patrimônio cultural desta histórica rica e que forma o povo de nossa região e do nosso país.

 

Florisvaldo Rodrigues Silva, que além de Secretário Municipal de Igualdade Racial e Diversidade em Bom Jesus da Lapa, também é presidente do Conselho Estadual das Comunidades e Associações Quilombolas da Bahia (CEAQ). Ele é o representante dos quilombos e que está à frente da pasta que mantem vivas as falas, as lutas e a celebração dos Povos Quilombolas a Zumbi dos Palmares. 

 

Ele destaca que na região do Território do Velho Chico, existem várias comunidades quilombolas, e algumas delas com o seu território demarcado, desapropriado e intitulado. Outras já com relatórios prontos, com decretos, e outras ainda, para iniciar o trabalho da demarcação, ou seja, o relatório antropológico.

 

Florisvaldo afirma que houve um grande avanço, desde que os negros foram trazidos para o Brasil, apenas para o trabalho escravo. E que hoje, através de muitas lutas, o povo negro tem conquistado o seu pedaço de “chão”.

 

Ainda sobre as conquistas, o Secretário de Igualdade Racial destaca como avanço a criação da Coordenação Nacional Quilombola. Na Bahia, o Conselho Estadual Quilombola, e na região de Bom Jesus da Lapa, a Central Regional Quilombola. Ele destaca também a presença de vereadores representantes dos quilombos cada vez mais presentes e destaca a criação nesta gestão, da Secretaria da Promoção da Igualdade Racial e da Diversidade em Bom Jesus da Lapa, fazendo com que aconteçam os debates.

 

Dia 25 de novembro, vai ser realizado em Bom Jesus da Lapa o encontro anual do Território Velho Chico, para celebração do dia e do mês da consciência negra e neste dia será debatido o Plano de Igualdade Racial. Considerando que Bom Jesus da Lapa tem sido exemplo para a região e para a Bahia, o trabalho e as conquistas estão sendo cada vez mais expandidas para o estado.

 

Florisvaldo parabenizou a luta do povo negro, que mesmo com diversas imposições, nunca perdeu a capacidade de lutar e buscar conquistar o seu espaço de direito, e lembrou, como grandes conquistas, a decisão do Superior Tribunal Federal (STF), que reconheceu como constitucional o Decreto nº 4.887/2003, que traz todas as normas para a regularização dos territórios quilombolas e a Lei 10.639/2003, que fala do ensino e história e cultura afro brasileira e africana.


por MURILLO CAMPOS - AGÊNCIA MORRITO


Últimas Notícias